FAVAG FORMALIZA PARCERIA COM U.EXPERIENCE

FAVAG formaliza parceria com a U.Experience e consolida processo de internacionalização

No dia 02 de Dezembro de 2019, foi realizado o primeiro evento institucional do Núcleo de Internacionalização FAVAG.

Os acadêmicos se reuniram, juntamente com o professor Luis Tancredi, responsável pelo Núcleo, na FAVAG Sprint, em que foi anunciada a parceria com a U.Experience – empresa de assessoria e consultoria especializada em internacionalização de Instituições brasileiras de ensino.

No evento, os participantes conheceram mais sobre o Núcleo de Internacionalização da FAVAG e puderam conhecer as possibilidades de internacionalização, bem como o trabalho realizado pela U.Experience. Estiveram presentes: o consultor U.Experience, Diego Dalbem; natural de São Tomé e Príncipe, o analista de relações internacionais para a África do grupo Unis, José Borges e o intercambista U.Experience, Emerson Nogueira Júnior.

Atualmente, a U.Experience gerencia um consórcio de 30 Instituições de ensino superior brasileiras e realiza parceria com Instituições internacionais em mais de 20 países, envolvendo mais de 100 mil estudantes e 10 mil profissionais em suas atividades.

“Com este projeto, o objetivo é que a FAVAG troque figurinhas e experiências com outros países. Isto pode ocorrer por meio de eventos internacionais, webinars e, inclusive, por meio da mobilidade acadêmica – a possibilidade de alunos e professores passarem um semestre em uma Instituição de ensino superior de outro país, por exemplo”, explica Diego Dalbem.

Este foi tema do case de sucesso que o intercambista Emerson Nogueira Júnior compartilhou durante o evento. A mobilidade acadêmica, experienciada ainda no terceiro período de engenharia mecânica, lhe rendeu três grandes oportunidades de trabalho em menos de um mês. “Estudei durante seis meses na Índia e minha vida mudou. Eu sou uma pessoa mais espiritualizada, que sabe compreender e aceitar as diferenças e aprendeu a sair da zona de conforto. O ganho profissional também é inegável! Logo que retornei ao Brasil, pude abrir uma escola de idiomas, graças ao inglês aprendido e colocado em prática, e, ainda, recebi duas propostas de trabalho, em menos de um mês”, comemora. “A internacionalização realmente abre portas porque, no mercado atual, as empresas têm, cada vez mais, buscado por profissionais que agreguem novas vivências e experiências ao cotidiano de trabalho, além do conhecimento de outro idioma”, completa o analista José Borges.

Para o acadêmico de Engenharia Civil, Vitor Santana, o evento é “um grande passo ao futuro, quebrando um paradigma da nossa região que possui uma visão de dificuldade de acesso ao exterior”, comenta. A acadêmica de Arquitetura e Urbanismo FAVAG, Dirlaine Dias, também comemora: “a FAVAG  está, a todo instante, jogando a gente no mundo para encarar as realidades e está cumprindo a sua missão de formar o cidadão profissional com capacidade para atuar em uma sociedade em constante mudança”.

O diretor geral da FAVAG, Vanilson Almeida, explica que a internacionalização faz parte do DNA da FAVAG. “Nossos acadêmicos podem esperar a FAVAG cada vez mais global, trabalhando para criar possibilidades diversas para que o aluno possa estar local na FAVAG mas saber que há a possibilidade de estar em qualquer lugar do mundo. Que cada estudante tenha a capacidade de acreditar em si e que a FAVAG possa mostrar que é e vai continuar sendo sempre inovadora, para ultrapassar todas as barreiras e colocar o aluno na condição de qualquer aluno de qualquer centro do país. A FAVAG é GLOBAL!”, declara.