Últimas notícias

FAVAG UTILIZA TECNOLOGIAS 3D E DE CORTE A LASER PARA FABRICAR EPI’S DE USO PROFISSIONAL EM PROTEÇÃO AO COVID-19

Os equipamentos estão sendo produzidos no laboratório de inovação da Faculdade, e sendo entregues às Instituições locais que carecem das proteções, como a FUNDAJAN, o Hospital Regional e o Corpo de Bombeiros.

Empenhada em contribuir para o enfrentamento da pandemia Covid-19, a Faculdade Vale do Gorutuba – FAVAG – buscou, por meio de sua expertise e espaço de inovação, compreender e atender às demandas da sociedade neste momento. Ciente da escassez de EPI’s (Equipamento de Proteção Individual) na região, a Faculdade utilizou o seu laboratório de criação, o Favag Lab, para produzir proteções faciais voltadas aos profissionais de linha de frente – aqueles que possuem contato direto com pacientes possivelmente infectados.
As proteções são formadas por uma haste, que será fixada na testa do usuário, e uma viseira transparente, que  protege o rosto por completo. Elas deverão ser utilizadas em complemento às máscaras semifaciais, que cobrem somente a região do nariz e da boca.
As proteções produzidas com tecnologia em impressora 3D têm como material o plástico PLA, ABS e acetato. Elas foram entregues ao Hospital Regional e à FUNDAJAN, localizados em Janaúba, que correspondem ao maior centro de atendimento hospitalar na região da Serra Geral.
A fim de atender a demanda de outras Instituições locais, como o Corpo de Bombeiros, o SAMU e os asilos, criou-se também um modelo produzido em impressora de corte a laser, que permite a fabricação em larga escala – uma proteção sendo feita por minuto.
Desta forma, as equipes de trabalho, que atuam diretamente no combate à pandemia Covid-19, estarão ainda mais asseguradas para continuar desempenhando, brilhantemente, suas funções.

Processo de Fabricação

O processo de fabricação das proteções está sendo executado por Diêgo Geovani, maker e coordenador do Favag Lab, com o apoio da enfermeira, pesquisadora e coordenadora do curso de Enfermagem da FAVAG, Kelly Cristiane Aragão. Eles atuam em conjunto à enfermeira diretora administrativa da FUNDAJAN, Silvana Oliveira, e ao coordenador do Hospital Regional, Zilton Santos Neto, ambos professores do curso de Enfermagem da FAVAG. Neste intenso trabalho de pesquisa e criação, também destaca-se a importância da rede regional Ser Tão Solidário, que respaldou a Faculdade durante todo o processo, com compartilhamento de conhecimentos sobre as melhores tecnologias, troca de experiências e materiais de produção.

 

Ser Tão Solidário

O grupo Ser Tão Solidário é um projeto de iniciativa voluntária de profissionais que buscam apoio e ferramentas de trabalho para equipes de saúde no enfrentamento ao Covid-19. O grupo desempenha funções como: captação de recursos, produção de equipamentos, estudo e divulgação das melhores tecnologias de produção, bem como, logística, administração e distribuição dos equipamentos. São três frentes de produção: manutenção de ventiladores pulmonares para a rede de hospitais e SAMU; confecção de peças para uso nos respiradores; confecção de EPI’s e engenharia de aplicação para disponibilizar melhores de software e hardware nos ventiladores e monitores de variáveis biológicas. O grupo auxilia projetos desenvolvidos nos municípios de Janaúba, Montes Claros e Bocaiúva.

Apoie e conheça mais sobre a causa em: https://www.vakinha.com.br/vaquinha/ser-tao-solidario